Oficial Farma
Menu

Oficial Farma

Meu Carrinho

  • Compra 100% Segura - Site Protegido

  • Acumule Pontos com suas Compras

Desconto Progressivo

    Dapagliflozina 10mg 30 Cápsulas

    De: R$ 140,00Por: R$ 55,30

    Preço a vista: R$ 55,30

    Economia de R$ 84,70

    Parcelamento no cartão
    Opções de Parcelamento:
    • à vista R$ 55,30
    Outras formas de pagamento
    Comprar
    Acumule
    Pontos Fidelidade:
    de bônus para próxima compra!

    CERTIFICADOS E SEGURANÇA

    Dapagliflozina

    Sobre

    Dapagliflozina é indicado em pacientes com diabetes mellitus tipo 2, para melhora do controle glicêmico, em combinação com metformina; uma tiazolidinediona; uma sulfonilureia; um inibidor da DPP4 (com ou sem metformina); ou insulina (isolada ou com até duas medicações antidiabéticas orais), quando a terapia existente juntamente com dieta e exercícios não proporciona controle glicêmico adequado.

    Monoterapia

    Um total de 840 pacientes nunca tratados para diabetes tipo 2 e inadequadamente controlada participou de dois estudos placebo-controlado para avaliar a eficácia e segurança da monoterapia com Dapagliflozina.

    Em um estudo de monoterapia, um total de 558 pacientes nunca tratados para diabetes e inadequadamente controlada participou de um estudo de 24 semanas com um período de extensão de 78 semanas, controlado e cego. Após um período introdutório de 2 semanas com placebo, dieta e exercícios, 485 pacientes com HbA1c > 7% e menor que 10% foram randomizados à dapagliflozina 2,5 mg, Dapagliflozina 5 mg ou 10 mg uma vez ao dia, pela manhã (coorte principal) ou noite, ou placebo apenas pela manhã.

    Na semana 24, o tratamento com Dapagliflozina 10 mg uma vez ao dia pela manhã proporcionou melhora significativa na HbA1c e glicemia de jejum em comparação com placebo (ver Tabela 1, Figura 1). No geral, a administração noturna de Dapagliflozina apresentou um perfil de segurança e eficácia comparável à administração de Dapagliflozina pela manhã. A alteração média ajustada em relação ao basal de HbA1c e glicemia de jejum foram de -0,61% e -27,0 mg/dL, respectivamente, na semana 102 no grupo que recebeu o tratamento uma vez ao dia pela manhã com Dapagliflozina 10 mg, e -0,17% e -6,9 mg/dL, respectivamente, para pacientes tratados com placebo com base na análise longitudinal de medidas repetidas, excluindo-se os dados após o resgate.

    A proporção de pacientes no coorte principal que foram resgatados ou descontinuados por ausência de controle glicêmico na semana 24 (ajustado para HbA1c basal) foi mais alta para o placebo (12,0%) do que para Dapagliflozina 10 mg (0,0%). Na semana 102 (ajustado em relação ao basal de HbA1c), mais pacientes tratados com placebo (44,0%) necessitaram de terapia de resgate do que pacientes tratados com Dapagliflozina 10 mg (35,0%).

    POSOLOGIA SUGERIDA

    A dose recomendada de Dapagliflozina (substância ativa) é 10 mg, uma vez ao dia, a qualquer hora do dia, independentemente das refeições.

    Posologia em populações especiais

    Pacientes com insuficiência renal: Não é indicado ajuste da dose de Dapagliflozina (substância ativa) com base na função renal. A eficácia de Dapagliflozina (substância ativa) é dependente da função renal. Dapagliflozina (substância ativa) não deve ser utilizado em pacientes com insuficiência renal moderada ou grave (definida como TFGe persistentemente <45 mL/min/1,73m2 pela MDRD ou ClCr persistentemente <60 mL/min pela fórmula de Cockcroft-Gault) ou ESRD.

    Pacientes com insuficiência hepática: Não é necessário ajuste da dose de Dapagliflozina (substância ativa) em pacientes com insuficiência hepática leve, moderada ou grave.

    Pacientes em risco de depleção de volume: Para pacientes em risco de depleção de volume devido a condições coexistentes, uma dose inicial de 5 mg de Dapagliflozina (substância ativa) pode ser apropriada.

    Pacientes pediátricos e adolescentes: A segurança e eficácia de Dapagliflozina (substância ativa) em pacientes pediátricos e adolescentes não foram estabelecidas.

    Pacientes geriátricos: Não é necessário ajuste de dose de Dapagliflozina (substância ativa) com base na idade do paciente.

    Para segurança e eficácia desta apresentação, Dapagliflozina (substância ativa) não deve ser administrado por vias não recomendadas. A administração deve ser somente pela via oral.

    Contraindicação do Dapagliflozina

    Dapagliflozina é contraindicado a pacientes com conhecida hipersensibilidade a dapagliflozina ou aos outros componentes da fórmula.

    Especificação

    EspecificaçãoDapagliflozina é indicado como adjuvante à dieta e exercícios para melhora do controle glicêmico em pacientes com diabetes mellitus tipo 2.

    Advertência

    Advertência"Se persistirem os sintomas, o medico ou farmacêutico deverá ser consultado"
    "Evite a automedicação. O medicamento mesmo livre de obrigação de prescrição médica merece cuidado"
    "As indicações postas não se tratam de propaganda, e sim de descrição do produto"
    "Consulte sempre um especialista"
    "As imagens postas são meramente ilustrativas"
    "As indicações dos produtos são baseadas no conhecimento científico do profissional farmacêutico e laudos de aquisição dos produtos junto aos fornecedores autorizados pela Anvisa"

    Benefícios

    Benefícios• Dapagliflozina é indicado como adjuvante à dieta e exercícios para melhora do controle glicêmico em pacientes com diabetes mellitus tipo 2.

    Composição

    ComposiçãoPorção: 1 Cápsula
    Dapagliflozina - 10Mg

    Modo de Usar

    Modo de Usar

    A dose recomendada de Dapagliflozina (substância ativa) é 10 mg, uma vez ao dia, a qualquer hora do dia, independentemente das refeições.

    Posologia em populações especiais

    Pacientes com insuficiência renal: Não é indicado ajuste da dose de Dapagliflozina (substância ativa) com base na função renal. A eficácia de Dapagliflozina (substância ativa) é dependente da função renal. Dapagliflozina (substância ativa) não deve ser utilizado em pacientes com insuficiência renal moderada ou grave (definida como TFGe persistentemente <45 mL/min/1,73m2 pela MDRD ou ClCr persistentemente <60 mL/min pela fórmula de Cockcroft-Gault) ou ESRD.

    Pacientes com insuficiência hepática: Não é necessário ajuste da dose de Dapagliflozina (substância ativa) em pacientes com insuficiência hepática leve, moderada ou grave.

    Pacientes em risco de depleção de volume: Para pacientes em risco de depleção de volume devido a condições coexistentes, uma dose inicial de 5 mg de Dapagliflozina (substância ativa) pode ser apropriada.

    Pacientes pediátricos e adolescentes: A segurança e eficácia de Dapagliflozina (substância ativa) em pacientes pediátricos e adolescentes não foram estabelecidas.

    Pacientes geriátricos: Não é necessário ajuste de dose de Dapagliflozina (substância ativa) com base na idade do paciente.

    Para segurança e eficácia desta apresentação, Dapagliflozina (substância ativa) não deve ser administrado por vias não recomendadas. A administração deve ser somente pela via oral.

    De: R$ 140,00Por: R$ 55,30

    Preço a vista: R$ 55,30

    Economia de R$ 84,70