Meu Carrinho

  • Compra 100% Segura - Site Protegido

  • Acumule Pontos com suas Compras

Desconto Progressivo

L-Arginina Com L-Ornitina 750Mg 90 Cápsulas

  • Adicionar aos favoritos Remover dos favoritos
  • Acumule
    Pontos Fidelidade:
    para próxima compra!

    De: R$ 93,60Por: R$ 46,60

    Preço a vista: R$ 46,60

    Economia de R$ 47,00

    Comprar
    Acumule
    Pontos Fidelidade:
    para próxima compra!
    Opções de Parcelamento:
    • à vista R$ 46,60
    Outras formas de pagamento
    Descrição

    L-arginina e L-ornitina são aminoácidos de forma livre que são projetados para aumentar a síntese protéica, ajudar a construir massa muscular, ajudar na cicatrização de feridas e manter as funções cardiovasculares saudáveis
    Ver descrição completa

    • Frete Grátis Acima de R$170,00*
    • Cashback Compre e ganhe nosso benefício de Cashback!
    • Trabalhamos com os melhores preços Cobrimos qualquer oferta
    • Site seguro Suas informações estão protegidas

    l-arginina com l-ornitina

    l-arginina

    o que é

    Os suplementos que ajudam na oxigenação das células são abundantes no corpo humano, no entanto, conforme ressalta Sackheim e Lehman (2001, p. 420), a arginina é a única fonte de nitrogênio atuante na NO sintase (síntase de óxido nítrico). O estímulo do NO contribuirá no aumento do abastecimento contínuo de sangue nos músculos. A partir daí podemos compreender, já de início, que a sua função principal está na saúde muscular. Em resumo, podemos ver que a arginina tem atuação importantíssima para a síntese proteica no organismo. Portanto é um grande agente no ganho de massa magra e perda de gordura, pois esta acaba tendo seu armazenamento limitado. Tudo isso devido à melhora da retenção de nitrogênio. Então, esse suplemento trabalha no desenvolvimento da massa magra em detrimento da gorda, através da chamada NO sintase. Mas é claro que depois disso, a arginina traz outras funções também relevantes, principalmente aos atletas. O estímulo à produção do hormônio do crescimento, mais insulina e glucagon, elementos essenciais para o progresso da performance nos treinos, é um bom exemplo. Alias, a explosão de força recebe muita melhora, já que a arginina é um dos intermediários nas sínteses do fosfato e da creatina. Com isso, o atleta pode contar com um aliado suplementar para ganhar progressão nos treinos de curta duração e alta intensidade. Assim funciona também aos que pararam por algum tempo de treinar e pretendem recuperar mais rapidamente a capacidade que possuíam antes da pausa. Não podemos esquecer que a suplementação de arginina tem seu papel de importância na recuperação dos tecidos musculares. Isso se deve ao fluxo sanguíneo aprimorado e mais intenso em se tratando da irrigação das células através da NO sintase. Porém, é claro que esses efeitos não aparecem somente pela suplementação de arginina. Pesquisas até comprovam uma atuação imediata dos efeitos assim que se começa a suplementação dessa substância, entretanto, com o tempo poderão ocorrer efeitos colaterais bem desagradáveis caso não seja bem administrada. Mas isso veremos mais adiante. Por enquanto podemos passar a explorar um pouco dos seus maiores benefícios.

    Benefícios da L-Arginina

    Benefícios para a circulação sanguínea e coração: é claro que o suplemento de arginina não deve ser usado como remédio ou produto de tratamento alternativo para problemas circulatórios e do coração. Afinal de contas, é apenas um suplemento! Isso sem contar a sua contraindicação para quem alguma vez já sofreu um infarto. Por outro lado, sim, ela ajuda em muito na circulação sanguínea e estudos já revelaram uma boa atuação do aminoácido em pessoas com insuficiência cardíaca cognitiva. Porém, é evidente que há necessidade de um aval de um médico especialista para a sua administração. Atuação contra inflamação, infecção e diminuição da dor: outro grande benefício da arginina está na sua atuação anti-inflamatória, inclusive já testada na recuperação de inflamações na bexiga, por exemplo. Depois existe a ajuda na cicatrização, como já previsto, principalmente quando ficamos conhecendo sua função na recuperação das fibras musculares. Pesquisas mostraram um benefício relevante na cicatrização dos tecidos logo após procedimentos cirúrgicos. E a sensação de dor acaba diminuindo também em consequência da sua atuação nas células. Para o desempenho do atleta é muito bom, pois a dor é diminuída conforme os músculos se recuperam, já que um efeito é consequência do outro.

    Efeitos colaterais e contraindicações da arginina

    A curto prazo, a arginina realmente não chega a oferecer efeitos colaterais aparentes, ao menos para a maioria. Contudo, com o tempo, caso seja mal administrada, seus efeitos colaterais poderão ser por demais nocivos. Um desses efeitos poderá ser o não crescimento da massa magra. Mas, como a massa magra poderia ter o seu crescimento impedido, se a suplementação de arginina de modo continuado só aumenta a síntese proteica? A resposta é muito simples: acontece que a arginina é apenas um aminoácido, ou seja, a fim de que haja um efeito garantido, o atleta não pode deixar de lado uma dieta equilibrada com a ingestão de nutrientes importantes como os minerais, proteínas, vitaminas, lipídios e os outros aminoácidos que são essenciais. Além do mais, esse suplemento é contraindicado para diabéticos, mulheres gravidas ou amamentando. Quem já sofreu ataque cardíaco também deve se manter afastado do produto. Depois, devemos levar em conta outros problemas que podem ser agravados, tais como os sintomas da herpes ou a piora da azia, gastrites e úlceras por elevar a acidez estomacal.

    l-ornitina

    A ornitina, também chamada de l-ornitina, é um aminoácido não essencial, o que quer dizer que ele é produzido pelo corpo, e é derivado da quebra de arginina durante o ciclo do ácido cítrico. Ela ajuda a criar músculos e reduzir a gordura do corpo, principalmente quando é combinada com arginina e carnitina. Ela também é necessária para a formação de citrulina, prolina e ácido glutâmico, aminoácidos que ajudam a fornecer energia às células do corpo. A ornitina é frequentemente vendida como um suplemento para fisiculturistas, em combinação com a arginina, já que estudos laboratoriais indicam que ela aumenta os níveis de insulina e do hormônio do crescimento, além de prevenir a perda de músculos.

    Para que serve e quais são os benefícios?

    diminuição dos níveis de amônia Em uma das ligações e conversões da ornitina, é necessária a presença de amônia, o que faz com que a ornitina ajude a reduzir as concentrações de amônia no sangue, além de aumentar a concentração de ureia, que é um subproduto dessa ligação. Assim, estudos estão sendo feitos sobre a importância da l-ornitina em condições caracterizadas por níveis excessivos de amônia. O foco está principalmente na encefalopatia hepática, uma condição de danos cerebrais causados por uma doença hepática, ou exercício cardiovascular prolongado. A maioria dos estudos mostra uma redução de amônia em pacientes com encefalopatia hepática, e um estudo usando exercício prolongado, que pode causar o aumento dos níveis de amônia, descobriu um efeito contra fadiga. Também notou-se redução de fadiga em pessoas com encefalopatia hepática e em pessoas que passaram por uma ressaca quando a ornitina foi tomada.

    ganho de músculos A maior parte dos suplementos para ganho de músculos contém uma mistura de ornitina e arginina. A ornitina é responsável por elevar os níveis do hormônio do crescimento (GH) e de insulina. O primeiro é um hormônio necessário para o crescimento muscular e que também ajuda a queimar gordura, enquanto o segundo é um hormônio anabólico, ou seja, ajuda no crescimento muscular. A ornitina também ajuda a evitar a perda muscular que ocorre com o envelhecimento, já que o hormônio de crescimento acelera a produção de músculos e atrasa os efeitos do envelhecimento. Embora a arginina também possa ter o mesmo efeito da ornitina, estudos descobriram que a ornitina é duas vezes mais eficaz para aumentar os níveis de hormônio do crescimento. Além disso, a ornitina também controla a eliminação de nitrogênio do corpo. Isso é importante para o crescimento muscular porque quando o corpo recebe mais nitrogênio do que elimina, o equilíbrio de nitrogênio é positivo e há crescimento muscular. Quando o corpo elimina mais nitrogênio do que recebe, ocorre perda muscular e, se o nitrogênio for retirado de órgãos vitais, condições sérias de saúde podem ocorrer.

    recuperação Níveis saudáveis de ornitina no corpo ajudam na recuperação de traumas, queimaduras, infecções e até câncer. Em um estudo, foi observado que pacientes que tomavam de 10 a 30 gramas de uma forma de l-ornitina por dia curavam-se mais rápido, fazendo com que ficassem menos tempo no hospital. Isso porque ela ajuda a manter os tecidos e músculos do corpo. O mesmo efeito foi observado em pacientes que se recuperavam de cirurgias, infecções generalizadas, câncer e trauma.

    ansiedade Um estudo com animais publicado em 2011 na Nutrition and Neuroscience descobriu que a ornitina reduziu comportamentos ansiosos nos animais, comparado ao grupo de controle. Embora os resultados sejam promissores, eles ainda precisam ser confirmados em estudos com humanos.

    Efeitos Colaterais da Ornitina

    O suplemento de ornitina pode causar efeitos colaterais como irritação estomacal, inquietação e insônia. Além disso, pessoas tomando medicamentos para hipertensão ou para disfunção erétil não devem tomar o suplemento de l-ornitina por possíveis interações entre os medicamentos. O suplemento também pode ser tóxico se entrar em contato direto com os pulmões ou outras membranas mucosas. Grandes quantidades em contato com a pele também podem causar irritação, e o contato com os olhos pode ser perigoso. A ingestão de até 10 gramas por dia de l-ornitina parece ser segura. Acima disso, a ornitina pode causar desconforto gastrointestinal, irritação no estômago, cólicas e diarreia.

    Pergunte e veja opiniões de quem já comprou