Oficial Farma
Menu

Oficial Farma

Meu Carrinho

  • Compra 100% Segura - Site Protegido

  • Acumule Pontos com suas Compras

Desconto Progressivo

    Magnésio Bisglicinato 400Mg 30 Doses

    De: R$ 78,00Por: R$ 64,35ou X de

    Economia de R$ 13,65

    Parcelamento no cartão
    Opções de Parcelamento:
    • à vista R$ 64,35
    • 2X de R$ 32,17
    Outras formas de pagamento
    Comprar
    Acumule
    Pontos Fidelidade:
    de bônus para próxima compra!

    SEGURANÇA

    MAGNÉSIO BISGLICINATO



    O Magnésio é u mineral essencial para os processos enzimáticos. Atua na produção de energia.



    Conheça o Magnésio bisglicinato



    A suplementação de magnésio contribui para muitos sistemas do organismo, em especial músculos e nervos. O magnésio atua como cofator em mais de 300 reações metabólicas, desempenhando papel fundamental no metabolismo da glicose, na homeostase insulínica e glicêmica; na síntese de adenosina trifosfato, proteínas e ácidos nucleicos. Atua ainda na estabilidade da membrana neuromuscular e cardiovascular, na manutenção do tônus vasomotor e como regulador fisiológico da função hormonal e imunológica (ELIN RJ, 2010; VOLPE SL, 2013).
    O organismo de um adulto saudável tem aproximadamente 21-28g de magnésio, distribuídos em três compartimentos principais: ósseo (65%), muscular (34%) e plasmático e fluido intersticial (1%). No plasma, a concentração normal desse íon é mantida entre 1,7 e 2,4mg/dL, dos quais cerca de 60% encontram-se na forma livre, biologicamente ativa, enquanto o restante circula ligado a proteínas, como a albumina (33%), ou complexados a ânions (7%), como fosfato, bicarbonato e citrato (1 a 2%). Nos eritrócitos, a concentração normal de magnésio é de, aproximadamente, 2,5mmol/L. No interior das células, esse mineral é encontrado no núcleo, nas mitocôndrias, no retículo endoplasmático e sarcoplasmático, ligado aos ácidos nucleicos, proteínas intermembrana, proteínas ribonucleares e fosfolipídios (ELIN RJ, 2010; KOLTE D, 2014).
    Nos últimos anos, tem-se observado redução na ingestão dietética de magnésio, principalmente em países ocidentais, nos quais o consumo de alimentos processados é crescente, expondo indivíduos ao risco aumentado para o desenvolvimento de doenças crônicas (JAHNEN-DECHENT W, 2012). Nessa perspectiva, dados de diversos estudos mostram que o consumo reduzido desse mineral leva ao aumento do risco de desenvolvimento da resistência à insulina, diabetes mellitus tipo 2 e doenças cardiovasculares, além de estar relacionado a desordens neuromusculares e no metabolismo ósseo, arritmias cardíacas, hipertensão arterial, aterogênese e eclampsia (HATA A, et. al., 2013; ORCHARD TS, 2014).

    Propriedades



    -Combater a fadiga neuromuscular;
    Melhora o desempenho físico;
    Previne a osteoporose;
    Coadjuvante na produção do hormônio que aumenta a formação óssea;
    Regula o transporte de açúcar, controlando os níveis de açúcar no sangue;
    Auxiliar na tensão nervosa e depressão;
    Coadjuvante na melhora do estresse físico e mental;
    Diminui o risco de doenças coronárias

    Mecanismo de ação



    Cerca de 30 a 50% do magnésio é absorvido ao longo de todo o intestino em processo que depende das reservas do organismo e do seu aporte na dieta. A absorção intestinal ocorre, principalmente, no intestino delgado distal, na porção entre o duodeno distal e o íleo, sendo que esta pode ocorrer por transporte ativo transcelular ou passivo paracelular (BLANCHARD A, 2012).
    A absorção ativa do magnésio ocorre principalmente no cólon, embora parte desse processo ocorra também no jejuno e íleo, nas situações em que a ingestão de magnésio é baixa ou adequada, sendo controlada pela absorção ativa do íon sódio, seguida pela água. Esse tipo de transporte é fortemente regulado, visto que os íons têm que atravessar duas membranas e depende de receptores específicos (JAHNEN-DECHENT W, 2012; HOUILLIER P, 2014).
    Desse modo, a deficiência de magnésio pode decorrer tanto da ingestão inadequada, quanto da excreção aumentada, sendo a homeostase desse nutriente, em nosso organismo, regulada principalmente pelos rins. O limiar máximo da sua concentração no plasma é próximo dos valores de referência, sendo o excesso de magnésio, proveniente da dieta ou administrado por via parenteral, quase totalmente excretado. Aproximadamente 2g de magnésio são filtrados diariamente nos rins e apenas 100mg são excretados na urina, o que mostra que 95% do filtrado é reabsorvido (HATA A, 2013; MARTIN KJ, 2009; NAITHANI M, 2014). Nos rins, a maior parte da reabsorção de magnésio ocorre no ramo ascendente espesso da alça de Henle por meio de vias paracelulares. Esse segmento é responsável por cerca de 65% da reabsorção de todo o filtrado do mineral, enquanto 20 a 30% é reabsorvido no túbulo proximal e 10% ocorre no túbulo contorcido distal (MARTIN KJ, 2009; NAITHANI M, 2014).
    O magnésio é estocado principalmente nos ossos e quando o organismo encontra-se em estado temporário de deficiência do micronutriente, o tecido ósseo mantém seus níveis séricos constantes. Além dos ossos, os músculos e compartimento eritrocitário também mobilizam magnésio lentamente, suprindo órgãos vitais (BAAIJ JHF, 2012;AMORIN AG, 2008).

    Dose usual sugerida



    Dose usual para o adulto: 200 a 350mg diários de Magnésio elementar. É necessário corrigir o teor, de acordo com a especificação no Certificado de análise.

    Indicações e aplicações



    O magnésio atua como cofator em mais de 300 reações metabólicas, desempenhando papel fundamental no metabolismo da glicose, na homeostase insulínica e glicêmica; na síntese de adenosina trifosfato, proteínas e ácidos nucleicos. Atua ainda na estabilidade da membrana neuromuscular e cardiovascular, na manutenção do tônus vasomotor e como regulador fisiológico da função hormonal e imunológica (ELIN RJ, 2010; VOLPE SL, 2013).
    Pode melhorar o desempenho físico, combate a fadiga neuromuscular, previne osteoporose por auxiliar a produção dos hormônios que aumentam a formação óssea; ajuda a controlar o diabetes por regular o transporte do açúcar no sangue; melhora o estresse físico e mental; diminui o risco de doença coronária por prevenir o acúmulo de placas de gordura na parede das artérias, evita a formação de pedras nos rins e vesícula; melhora a digestão.

    Contraindicações



    Hipersensibilidade conhecida à substância ativa.


    Sugestão de uso e benefícios desenvolvidos por profissional habilitado. Todo produto deste site possui dosagens dentro dos padrões usuais.

    Advertência

    Advertência"Se persistirem os sintomas, o medico ou farmacêutico deverá ser consultado"
    "Evite a automedicação. O medicamento mesmo livre de obrigação de prescrição médica merece cuidado"
    "As indicações postas não se tratam de propaganda, e sim de descrição do produto"
    "Consulte sempre um especialista"
    "As imagens postas são meramente ilustrativas"
    "As indicações dos produtos são baseadas no conhecimento científico do profissional farmacêutico e laudos de aquisição dos produtos junto aos fornecedores autorizados pela Anvisa"

    Benefícios

    Benefícios• Ajuda a converter carboidratos proteínas e gorduras em energia;
    • Equilibra e regula o metabolismo do cálcio potássio e sódio;
    • Requerido para função muscular normal;
    • Pode ajudar a função pulmonar saudável;
    • Necessário para o crescimento dos dentes e ósseo saudável;
    • Envolvido na transmissão dos impulsos nervosos e contrações musculares;
    • Demonstra inibir a formação de pedras nos rins;
    • Pode suportar níveis saudáveis de colesterol;

    Composição

    ComposiçãoPorção: 1 Dose
    Magnésio Bisglicinato - 400Mg

    Modo de Usar

    Modo de UsarModo de usar: Tomar Uma Dose Por Dia.

    De: R$ 78,00Por: R$ 64,35ou X de

    Economia de R$ 13,65